Conheça 4 mitos e verdades sobre o clareamento dental | Reference
Conheça 4 mitos e verdades sobre o clareamento dental.

Na busca pelo sorriso perfeito e conseguir dentes mais brancos, muitas pessoas se submetem a uma série de procedimentos, sendo o clareamento dental um dos principais. Essa técnica é baseada no uso de substâncias químicas — peróxido de hidrogênio ou de carbamida — que são empregadas para mudar a coloração do esmalte dentário.

Entretanto, existem muitos mitos e verdades sobre o clareamento dental e, por isso, se cercar de alguns cuidados são passos muito importantes. Ficou interessado? Então, confira a seguir as dicas e informações que reunimos sobre o tratamento. Boa leitura!

1. Com o clareamento os dentes ficam bem branquinhos?

Mito. Ao contrário da expectativa de muitos pacientes que estão interessados no clareamento dental, esse tipo de procedimento não é capaz de mudar a cor dos dentes de maneira drástica. Acontece que esse tratamento é realizado para deixá-lo com uma aparência melhor, ou seja, mais claro.

Em linhas gerais, o esmalte dentário possui basicamente três cores: branco, amarelo ou cinza. Nesse sentido, se você possui um dente amarelo, por exemplo, ele ficará mais claro. Por outro lado, se o seu dente possui a coloração branca de maneira natural, a partir do clareamento ele poderá ficar ainda mais branco.

Ainda, vale destacar que essa técnica permite que os dentes fiquem cerca de 2 a 3 tons mais claros. Por isso, antes de se submeter ao procedimento é importante consultar seu dentista para identificar a cor atual do dente e aí sim determinar qual resultado poderá ser observado após o procedimento.

2. O clareamento deixa os mais sensíveis?

Verdade. Como explicamos anteriormente, o clareamento é um procedimento odontológico obtido a partir da utilização de compostos químicos. Esse tipo de substância é ácida e álcali, podendo causar grande sensibilidade nos dentes e até mesmo pequenas erosões no esmalte dentário. Por conta disso, os tratamentos caseiros são tão prejudiciais à saúde bucal.

Incômodos podem ser percebidos durante o procedimento, porém, no consultório o dentista responsável pode adotar contramedidas. Vale lembrar que o contato com estes produtos podem provocar pequenos choques provenientes da vulnerabilidade provocada pela reação química no esmalte do dente. Essa sensação é leve e não duradoura, portanto não requer cuidados especiais.

3. O uso de produtos abrasivos é recomendado para o clareamento dental?

Mito. O uso de agentes abrasivos pode ser uma alternativa interessante na remoção de manchas superficiais. Muitos dos cremes dentais, inclusive, podem utilizar esse tipo de composto para melhorar a saúde dos dentes. Entretanto, a aplicação caseira de minerais como carvão ou argila pode prejudicar o esmalte dentário, danificando a sua estrutura e comprometendo sua cor e formato.

4. Existem restrições para o tratamento?

Verdade. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, nem todas podem fazer o clareamento dental. Isso significa que ele deve ser restrito a pacientes que apresentem uma sensibilidade nos dentes, que já foram submetidos a tratamentos invasivos como restaurações dentárias e crianças menores de 15 anos. Ademais, durante a gestação não é recomendado o uso de substâncias químicas.

Gostou do nosso conteúdo? Entender os mitos e verdades sobre o clareamento dental é um passo muito importante para quem deseja realizar o procedimento e obter resultados duradouros. Ficou alguma dúvida? Então, entre em contato conosco e agende uma avaliação agora mesmo!

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *