Descubra qual o tempo necessário para implantação dentária após extração
Implante: qual o tempo necessário para implantação após extração?

A extração de um dente é uma preocupação para muitas pessoas. Além de comprometer a mastigação, esse procedimento pode impactar negativamente na estética do sorriso, diminuindo a autoestima e confiança dos pacientes. Por conta disso, é comum que dúvidas sobre o tempo necessário para implantação após extração surjam, especialmente diante da preocupação em obter um tratamento bem sucedido.

Pensando nisso, reunimos neste artigo algumas das principais informações para esclarecer este assunto. Continue sua leitura e entenda o que acontece após uma extração dentária e descubra se é possível realizar um implante com sucesso logo após esse tipo de procedimento. Confira!

O que ocorre após a extração dentária?

A extração é uma atividade simples e muito comum na rotina diária de um consultório odontológico. Após o procedimento ocorre uma degradação óssea natural — caso a cavidade do osso onde os dentes ficam alojados não seja preenchida.

Atualmente, a partir do surgimento de novos métodos e tecnologias, já se tornou possível adotar contramedidas para evitar que o tecido flácido e a estrutura óssea comprometida se retraiam, aumentando o volume ósseo.

Nesse caso, a realização de um implante dentário pode ter seus resultados comprometidos severamente por conta do volume ósseo e/ou espaços formados entre a mandíbula e os dentes. Por isso, é possível e, em muitos casos indicado realizar a implantação após a extração dentária.

Quais as contramedidas podem ser tomadas?

Com o surgimento de grandes revoluções no mercado odontológico, novas linhas de atuação como a implantação de carga imediata foram se tornando realidade. Nesse procedimento é realizada a colocação de coroas provisórias fixadas ao parafuso de titânio inserido no osso.

Embora seja uma medida provisória — pois terá de ser substituída após cicatrização — essa solução tem por objetivo proporcionar a reabilitação imediata do sorriso, gerando mais conforto e beleza ao tratamento. Portanto, por meio desta técnica é possível reduzir para 1 dia o tempo necessário para implantação após extração.

Como é feito o implante de carga imediata?

Ao contrário do que muitos interessados acreditam, este tipo de procedimento é semelhante aos protocolos adotados no tratamento convencional. Para potencializar os resultados, o cirurgião responsável solicitará uma série de exames para facilitar o planejamento da cirurgia. Ainda, utilizam-se ferramentas especiais para minimizar falhas durante o posicionamento das peças que substituirão o dente extraído.

Ademais, o ambiente continua o mesmo: uma sala cirúrgica totalmente esterilizada e, é claro, o uso de anestesia local. Sendo assim, a principal diferença entre os dois tipos de tratamento se dá pela imediata colocação do dente, não sendo necessário aguardar a cicatrização da área por conta da prótese fixada na mandíbula.

Quanto tempo leva todo processo?

O período de duração de todo procedimento não deve levar mais que 12 horas entre extração e implantação, dependendo da condição de cada paciente. Entretanto, vale ressaltar que o implante de carga imediata não tem por objetivo sua funcionalidade, sendo, portanto, apenas de caráter estético.

Concluindo, a partir desta técnica é possível obter uma redução considerável do tempo necessário para implantação após extração. Além de dispensar a necessidade de regeneração óssea para colocar o dente, o paciente não precisará utilizar próteses removíveis e nem passar por duas cirurgias, já que o procedimento é único.

E você, o que achou destas informações? Já conhecia este tipo de procedimento? Deixe sua opinião na caixa de comentários e compartilhe conosco suas dúvidas sobre o assunto.

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *